Pubvet
5 artigos mais acessados em agosto 5 artigos mais acessados em agosto
A Pubvet elaborou uma lista com os cinco artigos mais lidos no mês de agosto! Agradecemos a comunidade de pesquisadores e profissionais atuantes que... 5 artigos mais acessados em agosto

A Pubvet elaborou uma lista com os cinco artigos mais lidos no mês de agosto!

Agradecemos a comunidade de pesquisadores e profissionais atuantes que fazem da nossa revista uma referência para as áreas de Medicina Veterinária e Zootecnia.

Fique à vontade e acesse os itens abaixo. Boa leitura ?

Dica: clique nas palavras-chave e confira outros artigos da Pubvet relacionados ao mesmo tema. 


Dermatite atópica canina: Estudo de caso

Atopiacãesocorrência

“A dermatite atópica canina é uma das dermatopatias alérgicas mais comuns em cães que tem origem genética e é de caráter inflamatório crônico, recorrente e demasiadamente pruriginosa. Os animais tornam-se sensibilizados a antígenos ambientais como a poeira doméstica, ácaros e pólen de flores. Em virtude de seu caráter genético, não possui cura clínica, mas é passível de controle. O objetivo deste estudo foi realizar um levantamento das fichas dos atendimentos clínicos de cães diagnosticados com dermatite atópica na Clínica de Medicina Veterinária do Centro Universitário de Formiga, entre os anos de 2010 a 2015.Durante esse período foram realizados 1708 atendimentos e destes, 33 (1,93%) cães foram diagnosticados com dermatite atópica. Neste estudo, 22 (66,67%) dos cães eram de raça definida e quanto ao sexo, 22 (66,67%) fêmeas. Por se tratar de doença altamente pruriginosa, faz-se necessário seu rápido diagnóstico e tratamento para proporcionar melhor qualidade de vida ao animal e seus proprietários”.

Autores: Breno Henrique Alves, José Antônio Viana, Matheus Hernandes Leira, Natália do Prado Alves e Rodrigues, Ana Luiza de Pádua Pristo, Lauren Silva Maia, Shayene Mara Vaz da Silva, Karoline Alves de Oliveira Marinho, Mariana Braz Pereira, Jeferson Boareto Bertoldo


Manejo experimental de alevinos de tilápia (Oreochromis niloticus), alimentados com ração comercial e pre/probióticos

tilapiculturadesempenhoexperimento

“A tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus) na aquicultura brasileira é responsável por 45% da produção de pescado continental, com 219,33 mil toneladas despescadas. A tilapicultura nacional é realizada com intenso manejo, expondo os peixes a situações adversas de cultivo. O objetivo do experimento foi estudar o desempenho dos alevinos de tilápia, alimentados com ração comercial e pre/probióticos. O experimento foi realizado no Laboratório de Organismos Aquáticos – LOA, que foi instalado nas Faculdades Promove de Brasília, campus Águas Claras – DF. Foram adquiridos 55 alevinos de tilápias originados da Granja Modelo Ipê. O experimento foi realizado em aquários retangulares de 40 litros, contendo filtros externos e pedras microporosas ligadas a compressores de ar […]”.

Autores: Luis Arthur Rodrigues de Andrade, Tatiana Maslowa Pegado de Azevedo


Neosporose canina: biologia, etiologia, sinais clínicos, diagnóstico e controle

cãesparasitologiaNeospora caninum

Neospora caninum é um protozoário que foi reconhecido em cães em 1984, trata-se de enfermidade neurológica que foi diagnosticada em filhotes de cães, os quais apresentavam encefalomielite, miosite e paresia dos membros. Parasitos livres foram encontrados no cérebro e nos músculos dos cães, e formas encistadas no cérebro, que se assemelhavam a Toxoplasma gondii, porém, os testes sorológicos realizados foram negativos para o mesmo. Pouco tempo depois, tornou-se a analisar os cortes histológicos dos cães mortos em 1984, onde foi identificado um novo gênero, Neospora, e a nova espécie Neospora caninum. A determinação baseou-se pelos sinais clínicos os quais foram relacionados à paresia e paralisia dos membros pélvicos os quais não são observados na toxoplasmose. Assim como, notou-se que a espessura da parede do cisto de N. caninum é menos delgada que a de T. gondii”.

Autores: Bruna Alves Devens


Deslocamento de abomaso à esquerda: Revisão

Abomasobovinoclínica

“O deslocamento de abomaso corresponde à patologia responsável pela maioria das intervenções cirurgias no abdome em vacas leiteiras, no entanto, afetar bovinos de qualquer idade e sexo. O deslocamento pode dar-se à esquerda (DAE) ou à direita (DAD) com ou sem torção abomasal (VA). Sendo o DAE mais frequente e relacionado ao periparto, onde o abomaso encontra-se deslocado de sua posição a anatômica para o lado esquerdo, em função de diversos fatores que levam a hipomotilidade ou atonia do órgão e, consequentemente o acúmulo de gás. Fatores predisponentes para ocorrência de DAE são: balanço energético negativo, alimentação pobre em fibras e rica em concentrados, manejo na alimentação de transição, idade, sexo, genética (raça, profundidade corporal), condições climatéricas, doenças concomitantes. O tratamento consiste no reposicionamento do órgão em seu local fisiológico, e a do mesmo por técnicas cirúrgicas abertas ou fechadas. A reposição de eletrolíticos é importante para a recuperação do animal, bem como, o restabelecimento da motilidade abomasal. Quando não ocorrem complicações, os índices de retorno à produção são elevados entre os casos de DAE O objetivo desse trabalho é uma discursão a respeito da clínica completa do DAE”.

Autores:Yanne Aciole da Silva, Wendel de Souza Mendonça, Alcir Martins Pereira, Francisco das Chagas Cardoso Junior, Francisco Solano Feitosa Junior, Taciana Galba da Silva Tenório


Leites fermentados: histórico, composição, características físico-químicas, tecnologia de processamento e defeitos

leites fermentadosfermentação láticatecnologia de fabricaçãoalimentos funcionais

“Leite fermentado é o nome genérico dado a produtos como: iogurte, leite cultivado, leite acidófilo, kefir, kumys e coalhada. Este nome se deve ao fato do leite ser inoculado com culturas iniciadoras de microrganismos ácido-láticos, que convertem parte da lactose do leite em ácido lático por meio da fermentação. A fermentação lática aumenta o prazo de validade do leite, inibindo o crescimento de bactérias patogênicas e/ou deteriorantes. Outras substâncias também são formadas no processo de fermentação, conferindo aos produtos características sensoriais desejáveis. Originalmente populares no Oriente Médio, os leites fermentados tiveram uma difusão mundial de seu consumo, principalmente a partir do desenvolvimento de produtos adicionados de ingredientes como frutas e aromatizantes. A relação destes produtos como alimentos funcionais, que visam benefícios à saúde, a simplicidade da tecnologia de fabricação, o preço acessível e o relativo elevado prazo de validade em relação ao leite, são alguns dos fatores responsáveis pelo sucesso destes produtos no mundo. Neste trabalho foi realizado um levantamento bibliográfico sobre o histórico, a importância, a composição, características físico-químicas, a fabricação e os defeitos que podem ocorrer nos leites fermentados, com ênfase no iogurte e kefir”.

Autores: Carla da Silva Carneiro, Fernanda Lima Cunha, Lúcia Rosa de Carvalho, Kênia de Fátima Carrijo, Alexandre Borges, Marco Antônio Sloboda Cortez

Pubvet

Somos, há dez anos, uma editora especializada em publicações na área da Medicina Veterinária e Zootecnia. Nossa missão é estabelecer a comunicação entre o campo e a academia :)